Modvigil 200mg

Modafinil

  1. Alertness

  2. Focus

  3. Energy

  4. Cognition

  5. Motivation

  • Estimula a vigília no cérebro
  • Promove a acuidade mental e o processamento
  • Aumenta a concentração, a motivação e a energia
Consulte mais informação
  • Price from


    1,49 € em 3-5 dias>

  • Coupons


    Pagamento com
    criptomoeda -35%

  • Dosage


    entre 50 e 200 mg
    por dia

    • Onset 2 h

    • Peak 5 h

    • Drop 3 h

Onde comprar Modvigil 200 em Portugal ao melhor preço

  • Inglês
  • Francês
  • Alemão
  • Italiano
  • Russo
  • Espanhol
  • Holandês
  • Polonês
  • Dinamarquês
  • Norueguês
  • Sueco

Uma das famílias mais famosas dos fármacos que melhoram a cognição é a família afinil.

Esta família inclui várias versões diferentes do modafinil, armodafinil e adrafinil.

A opção mais barata dentro desta família é o Modvigil, sendo ele mesmo uma versão genérica do modafinil. Acredita-se que tenha um efeito mais suave quando comparado com outros da sua classe, o que traz diversos benefícios para quem quer utilizar o modafinil para aumentar a sua produtividade.

Falaremos aqui do modvigil, como é utilizado, quanto tomar e como se compara com outros da sua classe.

Vamos começar.

O que é o Modvigil?

O Modvigil é uma versão genérica do modafinil. É prescrito por médicos para TDA/TDAH, narcolepsia ou trabalhadores por turnos que pretendem gerir os distúrbios do sono.

Também é popular fora deste tipo de prescrição entre estudantes, profissionais criativos e proprietários de negócios dada a sua capacidade de aumentar a concentração e a produtividade. E por esta razão, este fármaco é por muitos referido como a “droga dos estudantes”.

O modafinil é desenvolvido por várias e diferentes empresas.

O fármaco de marca, Provigil®, é desenvolvido pela empresa americana Cephalon Inc.

O modvigil é uma versão genérica e sem marca do modafinil, desenvolvido pela empresa farmacêutica indiana HAB Pharma. É essencialmente o mesmo produto químico que o produto de marca, mas fornecido a um preço muito mais baixo.

Existem poucas diferenças quanto à qualidade e às normas de ensaio entre medicamentos genéricos e medicamentos de marca. A grande diferença, no entanto, é o preço.

O modafinil de marca (Provigil®) pode custar até 50 vezes mais que as versões sem marca, tais como o Modvigil ou o Modalert.

Passa-se exatamente o mesmo com outras indústrias, tais como a do vestuário. Uma camisa de marca feita por uma empresa pode ser muito mais cara do que uma camisa praticamente idêntica feita por outra empresa.

Está essencialmente a pagar pela reputação da empresa.

modvigil

Onde comprar Modvigil

Devido ao estatuto legal do Modvigil, este não pode ser comprado em lojas sediadas fora da Europa, Estados Unidos, Canadá ou Austrália.

O modvigil pode, no entanto, ser comprado a partir de vendedores online que vendem modafinil e armodafinil genéricos e que estão sediados em países tais como a Índia, que não classificam o fármaco como um medicamento sujeito a receita médica.

Aos nossos clientes que vivem nos EUA, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia, recomendamos comprarem o modvigil na ModafinilXL . Se vive no Canadá recomendamos a BuyModa e a Eufinil para aqueles que vivem na União Europeia.

Modvigil & Modafinil Genérico

Sempre que um novo fármaco é inventado, a empresa que o desenvolveu garantirá uma patente. Esta patente impede que outras empresas fabriquem o fármaco durante um determinado período de tempo (por norma 20 anos).

Assim que a patente expirar, outras empresas podem optar por desenvolver as suas próprias versões genéricas do fármaco.

No caso do modafinil e do armodafinil, empresas como a HAB Pharma e Sun Pharma deram um passo no desenvolvimento das suas próprias versões e assim chegamos ao Modvigil e Modalert.

Qual é a diferença entre o Modvigil e outras versões do Modafinil?

Embora tanto o Modvigil como o Modalert contenham o mesmo ingrediente ativo, a força e os aditivos usados são diferentes dependendo de quem desenvolve o fármaco.

A HAB Pharma desenvolve um genérico do modvigil e do armodafinil denominado de Waklert. Esta empresa é uma empresa de fabrico sob contrato certificada pela ISO, bem como a produtora de vários outros medicamentos genéricos.

A Sun Pharmaceuticals é a sua principal concorrente neste mercado. Produz o Modalert e o Artvigil (um genérico do armodafinil). A Sun Pharmaceuticals é uma empresa farmacêutica internacional de maiores dimensões que opera principalmente fora dos Estados Unidos e da Índia.

Tanto o Modvigil como o Modalert contêm 200 mg do ingrediente ativo. No entanto, o Modvigil é considerado o mais fraco dos dois.

Mas isto não é uma coisa má, já que algumas pessoas acham que 200 mg de Provigil ou de Modalert é demasiado estimulante e preferem os efeitos mais subtis do Modvigil.

Isto também o torna mais adequado para uma utilização a longo prazo, do que o Modalert.

O Modvigil é também mais barato do que o Modalert, tornando-o mais acessível para aquelas pessoas que só podem despender um determinado montante.

Modvigil vs. Outras Drogas de Estudantes

Outros fármacos partilham a mesma classificação e utilização. Fármacos, tais como o Adderall, Ritalina e Dexedrine, são todos utilizados para tratar TDA/TDAH e narcolepsia. Estes fármacos também são consumidos com outros objetivos que vão para além dos prescritos – a melhoria da atenção e da concentração.

A Ritalina é classificada quimicamente como metilfenidato, enquanto o Adderall e a Dexedrine são classificados como anfetaminas. Estes produtos químicos são muito diferentes da classe de compostos do afinil, apesar de terem benefícios semelhantes.

Alguns destes fármacos, tais como a Ritalina e o Adderall, são muito mais estimulantes do que o modafinil.

Podem causar quebras notáveis nos níveis de energia ao final do dia, conforme o efeito do fármaco vai passando. Estes fármacos também tendem a produzir efeitos secundários relacionados com a sobre-estimulação. Que podem incluir ansiedade, insónia, falta de apetite, ranger dos dentes (bruxismo) e paranoia. São também são mais viciantes.

O Modafinil é muito menos estimulante cerebralmente e os utilizadores tendem a sentir uma transição gradual de volta ao normal, conforme o efeito do modafinil vai passando. É também menos comum sentirem-se os efeitos secundários do modafinil.

Quando comparado com outros fármacos desta classe, o modafinil tem provado ter significativamente menos efeitos secundários. Um estudo recente encontrou menos incidências de efeitos secundários entre os participantes de um grupo a ser tratado com modafinil, em comparação com um grupo a ser tratado para o transtorno bipolar com uma anfetamina (Adderall) [7].

Comprimidos

O estatuto legal do Modvigil

O Modafinil é considerado uma substância controlada com a classificação IV nos Estados Unidos e Austrália. Esta classe refere-se a substâncias que oferecem benefícios medicinais, mas potencialmente abusivas. Estes medicamentos só poderão ser comprados mediante receita médica.

Contudo, poderá comprar o modafinil facilmente online.

Outros países, tais como o Canadá, a Finlândia e a Suécia possuem formas diferentes de classificação dos fármacos, mas colocam as mesmas limitações ao modafinil que os Estados Unidos e a Austrália.

Algumas partes do mundo proíbem a utilização do modafinil.

A África do Sul, o Japão e a China criminalizaram explicitamente o consumo de modafinil, as pessoas são punidas com diferentes períodos de penas de prisão e multas se forem apanhadas com a substância. Não poderá comprar modafinil na maioria dos vendedores online destes países.

Os benefícios do Modvigil

O Modvigil é um estimulante cognitivo. Comparado com outros estimulantes, o Modvigil é considerado muito mais subtil.

O Modafinil atua através do “sistema da orexina” no cérebro e aumenta a dopamina e os relativos neurotransmissores, tais como a norepinefrina.

O sistema da orexina desempenha um papel crucial na regulação dos nossos ciclos de sono-vigília e dopamina, envolvido com a emoção, a concentração e o centro de recompensa responsável por controlar a nossa motivação, rotinas e hábitos.

O Modvigil ajuda os utilizadores a manterem-se concentrados durante mais tempo ao concluírem o seu trabalho ou estudo. Ajuda-nos assim a ter menos quebras de concentração, para que possamos realizar algo com maior rapidez e mais precisão. Essencialmente força-nos a entrar num estado de fluxo, o que muitas pessoas atestam ser a melhor forma de realizar um trabalho.

Isto torna o Modvigil ótimo para resolver aqueles bloqueios dos escritores, terminar tarefas com maior rapidez, estudar para um teste ou levar a cabo um trabalho entediante ou repetitivo.

Agilidade mental

Os benefícios do Modvigil incluem

  • Melhora o foco e a concentração
  • Impulsiona o processo de pensamento criativo
  • Reduz a necessidade de fazer pausas no trabalho ou estudo
  • Elimina a fadiga mental durante várias horas
  • Força o cérebro a entrar num estado de fluxo

Como funciona o Modvigil

O Modafinil causa vários e diferentes efeitos no cérebro, que trabalham em conjunto para fornecer os benefícios da promoção da vigília e aumento cognitivo.

O Modvigil aumenta os níveis da dopamina [1], histamina [2], norepinefrina [3] e orexina[4] no cérebro.

Em que todos desempenham um papel no processo da vigília, motivação e concentração [1].

Modvigil & Dopamina

{%ALT_TEXT%}

Um dos principais papéis da dopamina é o seu envolvimento no centro de recompensa do cérebro, o que nos dá um choque de prazer quando fazemos algo que beneficia o nosso corpo.

A razão pela qual possuímos este sistema é construir hábitos positivos que nos façam querer realizar uma tarefa novamente. Tal acontece em atividades tais como comer, treinar ou sexo.

Também contamos com a dopamina para a motivação e a concentração. Uma região no nosso cérebro conhecida como núcleo accumbens impulsiona este processo, sendo notoriamente rica em dopamina.

As pessoas que sofrem de transtornos de déficit de atenção, tais como o TDAH, mostram possuir concentrações de dopamina inferiores ao da média [5]. Isto significa que precisam de estimular o seu cérebro com regularidade para acionarem o centro de recompensa, sendo especialmente difícil concentrarem-se ou levarem a cabo apenas uma tarefa de cada vez.

Os inibidores de recaptação da dopamina, tais como o modafinil e outros fármacos como o Adderall e a Ritalina, são utilizados para aumentar as concentrações de dopamina no cérebro e assim permitir que o centro de recompensa funcione de uma forma mais eficaz.

Tal facilita a concentração das pessoas que sofrem de transtorno de déficit de atenção (TDA).

Em indivíduos saudáveis, aumenta a dopamina acima, e para além, dos níveis normais, proporcionando um potente aumento na concentração durante várias horas, enquanto o fármaco está a atuar. Assim que o efeito passa, o cérebro rapidamente regressa aos níveis de dopamina normais.

Modvigil & Histamina

{%ALT_TEXT%}

No que pensa quando ouve a palavra histamina?

A maior parte das pessoas pensa logo em alergias ao ouvir a palavra histamina.

Isto porque muitas pessoas recorrem aos anti-histamínicos quando começam a ter sintomas clássicos de alergias, tais como coriza ou espirros.

Contudo, o corpo humano utiliza a histamina para muitas outras coisas.

No cérebro, a histamina é libertada pelos neurónios ligados ao centro de controlo do cérebro (o hipotálamo). É utilizada para controlar a estimulação no cérebro, como parte do nosso ritmo circadiano.

Alguns estudos mostraram que o aumento da libertação da histamina no cérebro tem como resultado estimulação e alterações no ciclo sono-vigília [6].

Modvigil & Orexina

{%ALT_TEXT%}

A orexina é um peptídeo existente no cérebro envolvido na regulação do ciclo de sono-vigília, apetite e neuroestimulação [7].

As pessoas que sofrem de narcolepsia possuem por norma um sistema de orexina disfuncional. A narcolepsia é um distúrbio do sono, onde os doentes passam repentinamente de um estado de vigília para um sono profundo.

O Modvigil, e outras versões do modafinil, têm provado conseguir aumentar a ativação da orexina no cérebro [4]. Este é provavelmente o mecanismo por trás da maioria dos benefícios promotores da vigília do modafinil.

Os efeitos negativos do Modvigil

Nem todos os efeitos do Modvigil, ou produtos relacionados, são benéficos. Entender os efeitos secundários é essencial na altura de decidir quando e como tomar o modafinil.

O Modvigil (e outras versões do modafinil) são tão eficazes no aumento do nosso foco e concentração que, em alguns casos, pode funcionar contra nós.

Por vezes, ao concentrarmo-nos tão atentamente numa tarefa em particular, podemos esquecer as outras. Poderá reduzir o nosso interesse em interações sociais, fazer-nos esquecer de comer ou beber e podemos deixar algumas das outras tarefas que temos para fazer inacabadas.

  • Efeitos negativos

     

    • Desconforto estomacal (mais comum)
    • Erupções cutâneas (raras, mas podem ser graves)
    • Dor de cabeça
    • Náuseas
    • Ansiedade
    • Insónia
    • Tonturas

Quanto custa o Modvigil?

A HAB Pharmaceuticals, fabricante do Modvigil, é conhecida por praticar um baixo custo nos medicamentos.

A maioria dos fornecedores do Modvigil oferece diferentes quantidades do fármaco, o que pode alterar o custo dos comprimidos.

A Eufinil oferece quantidades de 20, 30, 50, 100, 200, 300 e 500 comprimidos por encomenda.

O preço varia de 1,49 € a 2,59 €, dependendo da quantidade encomendada e do método de pagamento utilizado.

Sendo comparável ao Modalert, que varia de 1,49 € a 2,59 € por comprimido.

O Provigil® por outro lado, o nome de marca do modafinil, custa até 27 € por comprimido.

Se comprar modvigil na ModafinilXL utilize o nosso código promocional ENJOYMXL10 para poupar 10% na sua encomenda!

A história do Modvigil

O Modafinil é um composto de sulfinil benzhydryl relacionado com o adrafinil e o armodafinil.

O Adrafinil foi descoberto pela primeira vez em 1974 por uma empresa francesa denominada de Laboratoire Lafon.

A grande empresa farmacêutica americana Cephalon Inc adquiriu mais tarde a Lafon Laboratories, juntamente com os direitos exclusivos do fabrico de adrafinil.

Os pesquisadores mais tarde descobriram que o adrafinil era metabolizado pelo fígado para produzir um metabólito inativo conhecido como ácido modafinílico e o modafinil metabólito ativo.

Concentraram-se então neste metabólito ativo e produziram a versão original, ainda hoje vendida, denominada de Provigil®.

A Cephalon Inc deteve a patente para esta substância de 1990 até 2010. Assim que esta patente expirou, várias outras empresas começaram a fabricar as suas próprias versões genéricas do fármaco.

A Hab Pharma lançou o Modvigil pouco depois, que se tornou uma das versões genéricas mais populares até hoje.

Claro que outras empresas também produzem as suas próprias versões genéricas, incluindo a Teva Pharmaceuticals, Shire Pharmaceuticals, Sun Pharmaceuticals, Mylan, Barr e Ranbaxy.

cephalon

Outras versões genéricas do Modafinil incluem:

  • Alertec
  • Alertex
  • Carim
  • Mentix
  • Modapro
  • Modasomil
  • Modiodal
  • Provake
  • Resotyl
  • Stavigile
  • Vigia
  • Vigicer
  • Vigil
  • Zalux

Qual é a dosagem do Modvigil?

Cada comprimido Modvigil contém 200 mg de modafinil.

Os comprimidos são fornecidos com uma útil linha no centro, permitindo aos utilizadores partirem o comprimido ao meio e assim obterem uma dose de 100 mgs, se o desejarem.

A dosagem normal é um comprimido completo por dia. Podendo tomá-lo diariamente ou de cada vez que tiver em mãos tarefas particularmente exigentes. As pessoas de porte físico mais pequeno, ou pessoas mais sensíveis, por norma preferem uma dosagem de 100 mgs.

O Modvigil demora cerca de 30 minutos a fazer efeito uma vez que é absorvido através do intestino delgado e passa a barreira hematoencefálica. Atinge o pico num espaço de tempo de 2-3 horas e gradualmente diminui a partir daí.

Ao fim de cerca de 14 horas, a maior parte do fármaco sai do sistema através dos rins.

O que pode variar dependendo do porte fisico da pessoa, da saúde do fígado e dos rins, e do tipo de alimentos consumidos em conjunto com o Modvigil.

Conclusão

O Modvigil é uma ótima alternativa a outros estimuladores cognitivos porque apresenta menos efeitos secundários e tende a ser menos estimulante.

É ótimo para quem quer aumentar a sua produtividade ao tentar fazer um exame, terminar uma tarefa cansativa ou extenuante ou ultrapassar bloqueios criativos.

Comparado com outras formas de modafinil, o Modvigil é excelente para quem procura algo eficaz, mas mais subtil.

É mais barato do que outras formas e é improvável que cause sobre-estimulação.

Recomendamos o consumo diário do modvigil, ou esporádico, no caso de ser daquelas pessoas que procuram um estimulante cognitivo suave (mas altamente eficaz) para terminarem um projeto difícil, estudarem para um exame importante ou para terminarem atividades entediantes e tarefas mentalmente exigentes.

Bibliografia

  1. Volkow, N. D., Fowler, J. S., Logan, J., Alexoff, D., Zhu, W., Telang, F., … & Hubbard, B. (2009). Effects of modafinil on dopamine and dopamine transporters in the male human brain: clinical implications. Jama, 301(11), 1148-1154.
  2. Ishizuka, T., Sakamoto, Y., Sakurai, T., & Yamatodani, A. (2003). Modafinil increases histamine release in the anterior hypothalamus of rats. Neuroscience letters, 339(2), 143-146.
  3. Madras, B. K., Xie, Z., Lin, Z., Jassen, A., Panas, H., Lynch, L., … & Miller, G. M. (2006). Modafinil occupies dopamine and norepinephrine transporters in vivo and modulates the transporters and trace amine activity in vitro. Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics, 319(2), 561-569.
  4. Scammell, T. E., Estabrooke, I. V., McCarthy, M. T., Chemelli, R. M., Yanagisawa, M., Miller, M. S., & Saper, C. B. (2000). Hypothalamic arousal regions are activated during modafinil-induced wakefulness. Journal of Neuroscience, 20(22), 8620-8628.
  5. Li, D., Sham, P. C., Owen, M. J., & He, L. (2006). Meta-analysis shows significant association between dopamine system genes and attention deficit hyperactivity disorder (ADHD). Human molecular genetics, 15(14), 2276-2284.
  6. Brown, R. E., Stevens, D. R., & Haas, H. L. (2001). The physiology of brain histamine. Progress in neurobiology, 63(6), 637-672.
  7. Nasr, S., Wendt, B., & Steiner, K. (2006). Absence of mood switch with and tolerance to modafinil: a replication study from a large private practice. Journal of affective disorders, 95(1), 111-114.

💊 Guias do Produto

Leia as opiniões dos nossos produtos modafinil

Sorry, you cannot copy the content of this page

COVID-19 Update 😷 Shipments have been resumed >